29/08/07

Povo que lavas no rio

A vida tem-se revelado uma corrente incessante de casualidades cósmicas e, num quotidiano em ebulição constante, vários escritos estão na calha. Para breve!

Falando de tribos
/povos, não há margem para dúvidas que ser Português é ser de boa cepa e, vivendo numa Babel, cada vez estou mais seguro disso. Nós temos conteúdo e não me venham falar das vacas dos vizinhos.

O meu bem-haja a
D. Afonso Henriques, ao Infante Dom Henrique e a todos os que têm praticado o bem por Portugal.

2 comentários:

Vieira Calado disse...

E no entanto, quem ganhou foi o Salazar.
Certamente que é dos dois que cita, que se lembra no Japão.
Um abraço.

ana disse...

www.manufactura-manufacturas.blogspot.com
beijo
ana monteiro